CCBB recebe espetáculo que celebra os 30 anos do álbum “Cabeça Dinossauro” do Titãs

por Leonardo Machado 355 views0

Cabeça (um documentário cênico) é a 2ª obra da Trilogia Paramusical que dialoga com os espetáculos brasileiros do final dos anos 1960 / início dos anos 1970.

Fonte: www.achabrasilia.com  *Fotos: Ricardo Brajterman

Depois do sucesso de Contra o Vento (um musicaos), que revisitava a Tropicália e os anos 1960, inspirado na história do lendário Solar da Fossa, Felipe Vidal e o coletivo teatral Complexo Duplo mergulham nas memórias e no legado dos anos 1980 e do então efervescente rock nacional em Cabeça (um documentário cênico), espetáculo que celebra os 30 anos do álbum Cabeça Dinossauro, da banda paulistana Titãs.

A dramaturgia e a direção são de Felipe Vidal, e no elenco – formado somente por homens, oito, como na formação original dos Titãs – estão Felipe Antello, Felipe Vidal, Guilherme Miranda, Gui Stutz, Leonardo Corajo, Lucas Gouvêa, Luciano Moreira e Sergio Medeiros.

Cabeça (um documentário cênico) é a segunda obra cênica da Trilogia Paramusical, iniciada em Contra o Vento (um musicaos), que dialoga com os espetáculos teatrais musicais brasileiros do final dos anos 1960 / início dos anos 1970, montagem que cumpriu temporada de grande sucesso no Teatro I do Centro Cultural Banco do Brasil Brasília em agosto de 2015, com registros de pessoas que assistiram mais de seis vezes o espetáculo.

Cabeça (um documentário cênico) faz ponte com o Teatro Documentário contemporâneo e navega por duas épocas: 1986 e os dias atuais. A previsão é que a terceira e última parte da trilogia estreie em 2018 e converse com o rap, o hip-hop, brasileiros contemporâneos e o funk carioca.

Cabeça (um documentário cênico) foi concebido a partir das canções do álbum Cabeça Dinossauro e seu forte posicionamento político frente a questões como o Estado (Polícia, Estado Violência), a religião (Igreja), o capital (Dívidas e Homem Primata) ou a suposta família tradicional (Família).

Os temas são abordados pela perspectiva do Brasil de 1986, recém-saído da ditadura, e dos turbulentos tempos políticos atuais, revelando uma forte pertinência e atualidade dos temas.

Além dos fatos históricos, a dramaturgia de Felipe Vidal absorveu ainda as memórias e experiências dos então adolescentes integrantes do elenco (hoje com média de idade de 40 anos), se descobrindo e descobrindo o mundo através da lente do rock nacional – que vivia um de seus mais potentes períodos de criatividade – e seus desdobramentos nos dias de hoje, 30 anos depois.

Com quatro temporadas realizadas no Rio de Janeiro, cidade sede do coletivo teatral Complexo Duplo, além de circulação pelo interior do Estado, a peça também passou por Belo Horizonte, Recife, Porto Alegre e Salvador.

Em Brasília, dentro da programação do Festival Internacional Cena Contemporânea, o espetáculo foi apresentado em um formato especial, em praça pública. Com as 70 sessões realizadas, a peça já foi assistida por mais de 10 mil pessoas.

Serviço: Espetáculo Cabeça (um documentário cênico)

Data: De 20 a 30 de dezembro
Dias e horários: de quarta a sábado, sempre às 20h
Local: Teatro I do CCBB (SCES Trecho 2)
Duração: 1h50 (com intervalo de 10 minutos)
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia para clientes e funcionários do BB, estudantes, maiores de 60 anos, pessoas com deficiência e jovens entre 19 e 25 anos, comprovadamente carentes).
À venda na bilheteria do CCBB, de terça a domingo, das 9h às 21h, (limitada a quatro unidades por pessoa), ou pelo site.
Capacidade do teatro: 327 lugares
Classificação indicativa: 16 anos
Informações: (61) 3108-7600

Comments

comments

Loading...