Móveis Coloniais de Acaju anuncia pausa “por tempo indeterminado”

por Leonardo Machado 39 views0

Grupo publicou nota nas redes sociais na madrugada desta segunda-feira. Banda completou 18 anos e promete despedida dos fãs ainda neste ano.

A banda brasiliense Móveis Coloniais de Acaju anunciou na madrugada desta segunda-feira (26) uma “pausa por tempo indeterminado” nas atividades do grupo que foi criado há 18 anos no Distrito Federal. Na nota, o grupo anuncia que ainda vai realizar uma despedida dos fãs para “encerrar este ciclo” de maioridade musical.

O grupo publicou uma nota nas redes sociais em que agradece pelo apoio dos fãs e colaboradores. No texto, a banda menciona que os integrantes devem “se aventurar” de outras formas, mas não esclarece se cada um seguirá em carreira solo.

Banda Móveis Coloniais de Acajú (Foto: Facebook da banda)
Banda Móveis Coloniais de Acajú (Foto: Facebook da banda)

Segundo o produtor Fabrício Ofuji, a banda ainda precisa definir como será realizada a despedida. Uma série de shows não foi descartada.

Brasília não pode faltar, mas vamos planejar direito como vai ser essa despedida.

Ofuji diz que o anúncio desta segunda foi escrito por todos os integrantes da banda e já causou movimentação entre os fãs na rede social.

O texto foi escrito por todo mundo, todos compartilharam alguma coisa ali. Já estamos respirando essa avaliação do público, que já quer explicações.

Os integrantes tiveram dedicação “quase exclusiva” à banda entre 2005 e 2015, mas nunca deixaram de tocar os projetos pessoais, segundo o produtor. De discos solo a projetos de design, os músicos mantinham uma relação com a cidade e o público que construiu a identidade da banda.

Já estávamos dando espaço para essa produtividade [individual], então era natural que avaliássemos a necessidade dessa pausa, apesar de não ter sido algo necessariamente planejado – diz Ofuji.

O foco da banda sempre foi a relação com o público. Se fizéssemos uma pausa sem falar com eles, não seria condizente com essa relação.

Ofuji acredita que a banda foi um “agente muito importante na música de Brasília” e diz ser importante ver e ouvir os comentários de outros artistas locais sobre a relevância que a banda conquistou ao longo da carreira.

Nas redes sociais, fãs e parceiros de palco da Móveis comentaram a decisão da banda.

Veja o post de “despedida”

Retrospecto

A “Móveis” estreou nos palcos em 1998 e dois anos depois já despontava no cenário nacional. A participação no Porão do Rock de 2000 garantiu à banda uma série de participações em festivais do Brasil e aparições em veículos de imprensa nacionais.

Em 2005 a banda lançou o primeiro disco, “Idem”, e três anos depois realizou uma turnê pela Europa. O grupo também tocou na abertura da edição de 2011 do Rock in Rio.

O segundo álbum, “C_mpl_te”, foi lançado em 2009 e considerado o quinto melhor disco do ano pela revista Rolling Stone.

A última formação da banda contou com André Gonzales nos vocais, Fernando Jatobá na guitarra, Beto Mejía na flauta transversal, Eduardo Borém na gaita cromática, escaleta e nos teclados, Esdras Nogueira nos sax barítono, Fabio Pedroza no baixo, Fabrício Ofuji na produção, Anderson Nigro na bateria e Paulo Rogério no sax tenor.

Outros músicos como os bateristas Gabriel Coaracy e Renato Rojas, os guitarristas Leonardo Bursztyn e BC Araújo e o trombonista Xande Bursztyn também fizeram parte da história da banda.

Em 2005, a Móveis criou o “Festival Móveis convida” para trazer ao palco artistas emergentes do cenário nacional e realizou 17 edições nos 11 anos de atividade. No festival já se apresentaram artistas de grande porte como O Teatro Mágico (SP), Canastra (RJ), Los Hermanos (RJ), Pato Fu (MG), Macaco Bong (MT), Do Amor (RJ), Gaby Amarantos (PA). A última edição aconteceu entre 1º e 10 de setembro últimos.

Agitadores culturais, os integrantes da banda criaram também o “Móveis Axé 90”, evento de carnaval que tinha no repertório sucessos dos anos 1990 e se apresentou em palcos de todo o Brasil. O projeto, assim como o “Móveis convida”, deve continuar em atividade.


Fonte: g1.globo.com

Comments

comments

Loading...